30 de abril de 2017

# BELCHIOR

"VIVER A DIVINA COMÉDIA HUMANA, ONDE NADA É ETERNO" (Belchior)
Hoje, peço que permitam expor a dor da perda. Uma perda que certamente não é somente minha, mas de muitos. Sem o saber, este cara me ensinou os primeiros olhares para esta LatinoAmerica, embora aqui eu já vivesse há 20 anos. Acompanhou-me (como a tantos) no toca fitas de meu fusca, quando ia para a USP.... Emocionou-me com seu sotaque cearense em com sua contestação ao que havia na MPB daquele momento..... Ainda esta semana, eu o ouvia repetidamente em meu celular, em minha caminhada..... 
Tristeza imensa porque Belchior leva a esperança de vê-lo e ouvi-lo novamente....em novas composições.
MAS MEU IRMÃO "APENAS LATINO AMERICANO"..... MEU SONHOS VOCÊ NÃO OS LEVARÁ..... E VOCÊ EMBALOU E CONTINUARÁ EMBALANDO MUITOS DELES
Della Monica

***
“Eu não faço música partidária. Eu sou a favor de um recrudescimento das qualidades individuais, diante de qualquer instituição e também da instituição política. Tem governo, eu sou contra. Tem partido, eu sou contra. Eu não quero pertencer a partido, igreja, escola, a nenhum grupo institucional. Se eu pertenço a algum é por estrita obrigação da qual eu não posso fugir. Nós, os homens desse tempo, estamos humilhados pelas injunções do poder. Eu não quero poder nenhum. O poder é corruptor. Por natureza, o poder é avarento.”
(Belchior, Revista Música, Setembro de 1979)
#BELCHIOR

Nenhum comentário:

Postar um comentário