27 de julho de 2015

Que deus é este, meu Deus ?!


Que deus é este ? grego? romano?!
Insano
Que faz caber em um sonho
Tantos sonos não dormidos
Como que não se devesse acordar

Frescor de uma manhã verde
Gotas de orvalho já impossível
Impossível? !
Na pele branca, alva
Lábios de romã, deusa romana
Beijo de cereja, deusa grega

Que deusa é essa que visita o despertar
Que habita um mar da vida
de uma calmaria que é possível, sim
Maciez do toque oliva
rubro de lírio de vinho, di vino
que deus é este? Meu Deus ?
Que não me foi ensinado
nem no livro ou na oração
que corações não definem
que as palavras não sabem

Qual é o deus, meu Deus?
Que sempre esteve bem aqui
e andava tão esquecido -
humildemente aquietado
pelas lentes pagãs do cotidiano

Aldo Della Monica







Ouça:

Se Amare E' Impossibile
Susanna Parigi


Dimmi dov'è, dov'è?
Dove il cielo tocca piano il mare?
Lì si nasconde chi
come me ama e non può amare.
Lei resterà con te.
Se amare è impossibile
si muore nell'anima
e poi, e poi
io resterò così
nel silenzio ferma ad ascoltare
il tuo respiro che
non si ferma e scende sotto al cuore,
io che sceglierò per te.
Se amare è impossibile
si muore nell'anima
e noi, e noi?
Quando il pensiero va dove non si deve andare
il rimorso mi fa troppo male;
ma se ti guardo mi perdono io,
io le notti sveglia ad aspettare
e una stella cade dentro di me.
Se amare è impossibile
si muore nell'anima
e noi, e noi?
Se amare è impossibile
si muore nell'anima
e una stella cade
dentro

Nenhum comentário:

Postar um comentário