1 de agosto de 2015

Não existe coisa mais sinistra do que a Direita


Eu nasci fazendo coisas com a mão esquerda...

Quando comecei a escrever fizeram-me destro. Naquela época o diabo era apenas um mito pra assustar gente ingênua e atribuíam a ele a "qualidade" de ser de esquerda.

Às vezes, me pego imaginando quanta coisa eu teria feito com minha mão esquerda na minha adolescência (?!) ...

...especialmente tocar violão com as cordas invertidas a exemplo de Paul McCartney.

Foi assim que fiquei meio lá meio cá.

Não preciso ficar trocando a posição dos talheres quando como carne.

Corto a carne com a direita e levo-a à boca com a esquerda (nem sei se há regra de etiqueta pra isso)...

...Infelizmente, parece que isto me faz comer em dobro.....

Para coçar a orelha esquerda, uso a mão direita (e vice-versa). Isto me dá o conforto de descansar o braço sobre a cabeça, enquanto a mão alivia a coceira.

Enfim, são muitas as utilidades de ter nascido um canhoto e de ter sido transformado em destro.

Só escrever não tem jeito mesmo. Tenho que me conformar com a mão direita. Até já tentei atender minha nostalgia, escrevendo com a mão esquerda.... mas os garranchos são dignos dos meus 5 anos de idade.

Também não muda minha cabeça e as idéias que ela contem............SEM CHANCE, não muda mesmo !...

...desde quando eu me dei conta:  NÃO EXISTE COISA MAIS SINISTRA DO QUE A DIREITA !

Aldo Della Monica

Nenhum comentário:

Postar um comentário