19 de julho de 2015

Mulher Absoluta (Trindade)

Texto e Voz: Aldo Della Monica
Música: Antonello Venditti / Alta Marea

Não preciso de nada pra ganhar a estrada
Basta esta paixão
Não preciso de razão, nem convicção
Apenas pele ao vento
Contra ou a favor
Não importa
Corta essa de segunda, terça e quarta-feira
Estes planos não vão além do próximo passo
do amasso nessa mulher que amo
pãozinho amanhecido
um peixinho de isca na brasa, na terra
uma cervejinha mesmo que ainda quente
que o gelo do Zé acabou de chegar
e a queda d’água imaculada de só banhar os nativos
onde roupa é atentado ao pudor

e o vermelho das bochechas
é apenas êxtase de sol imenso
é tesão pura e lenta
Os cheiros, ah os cheiros
capítulo a parte
só sentindo nessa pele de cola
nesse abraço de grude
nessa explosão de um grito desnecessário
porque esse silêncio e seus barulhinhos
é o maior grito, a maior canção
de que a mata faz acalanto
pra me deitar
com essa mulher absoluta
que acabei de descobrir....

aldo della monica
Trindade RJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário