1 de janeiro de 2015

Não deixe para 2016 !






Orgasmos múltiplos
Orgasmos únicos
Calorias inofensivas
Alegrias espontâneas
Grana na medida
Beijos na boca, na testa, na orelha
Ar puro, ar puro, ar puro
Água da boa, cristalina
Desbundes múltiplos
Atrevimento.... afinal para que viemos....?
Nenhum jornal, nenhum noticiário
Só fantasia, fantasmas, invenções generosas
Olhares generosos ao espelho
Lambidas, deliciosas.... sorvete de fruta
Pé de barro até o tornozelo
Essência
Demência... daquelas que se expõe
Que nos expõem sem vergonhas
sem pudores
Você, você mesmo
Você, você mesma
Nós...
Porque, afinal, do que mesmo precisamos pra viver?!
Se esse momento for único.... se todos forem momentos únicos
Teremos nossa história única
Vamos lá...
Liberte-se para 2015
Aldo Della Monica





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quando o saco já perdeu a elasticidade

    AI, ENTÃO..... você vai com a mulher à feira e está comentando sobre as atitudes do prefeitinho de São Paulo. Enquanto isso, a companh...